Aids, exercícios aeróbicos e doenças pulmonares

A maior causa de morbidade e mortalidade entre os pacientes com infecção por HIV são as doenças respiratórias, relacionadas ou não com o vírus. Os sintomas são tosse, produção de produção de escarro, chiado, dispnéia, e dor no peito pleural, e podem aparecer sozinhos.

A depressão é também uma desordem neuropsiquiátrica muito comum nesses indivíduos, e foi associada com o mal funcionamento do sistema imune e com o pobre acompanhamento da doença.

Sabemos que exercício é efetivo e seguro para a população infectada por HIV, porém a maioria das pessoas são inativas. O exercício físico é uma das terapias mais populares de auto-ajuda não farmacêutica, mas ainda há poucos estudos em alguns casos.

O estudo aqui discutido investigou o efeito de exercícios aeróbicos nas funções pulmonares, respiratórias e na depressão em pessoas vivendo com HIV. Foram incluídos no estudo seguindo um critério de inclusão e exclusão 40 pessoas, divididas em 2 grupos (controle e estudo), cada um com 20. Foram realizados testes de avaliação respiratória e questionários de depressão antes do início dos procedimentos. O grupo de estudo realizou exercício aeróbico na bicicleta ergométrica por 30 minutos, 3 vezes por semana, durantes 6 semanas.

Os resultados mostraram que após 6 semanas houve melhoras significantes nas funções pulmonares, respiratórias e sintomas depressivos nos indivíduos do grupo de estudo, enquanto o grupo controle não teve nenhuma melhora significativa, com exceção de uma variável somente.

A razão para a melhora pode ser devido ao efeito de longo prazo do exercícios aeróbico, que leva a uma expansão do transporte de oxigênio refletido por uma capacidade de trabalho máximo aumentada. Quanto maior o pulmão e sua capacidade vital, maior o volume de sangue e o total de hemoglobinas, maior captação de oxigênio e diferença de oxigênio artério-venosa.

Foi encontrado também que indivíduos no grupo de estudo mostraram diminuição significante na pontuação de depressão, enquanto o grupo controle apresentou um aumento nos sintomas depressivos.

Dessa forma, é recomendado que o exercício aeróbico supervisionado seja incluído como uma rotina de tratamento de HIV/AIDS.

 

O artigo de hoje na íntegra: http://jrhs.umsha.ac.ir/index.php/JRHS/article/view/2488/pdf

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s