Tipos de Crioterapia e seus efeitos fisiológicos

Esta semana falaremos sobre os efeitos da terapia fria na recuperação dos tecidos após exercícios de alta intensidade. Esta revisão de 2013 nos mostra diversas formas de crioterapia e seus efeitos sobre os tecidos. Você encontra o artigo completo  AQUI

Em resumo, o texto nos revela que o uso do gelo para reduzir dor e inflamação sempre foram usados, mas os mecanismos subjacentes de seus efeitos de recuperação pós exercício ainda não foram totalmente comprovados,  sendo um dos principais obstáculos na definição de uma diretriz para conduta terapêutica.

Esta revisão discutiu as mudanças fisiológicas agudas induzidas por várias modalidades de crioterapia que podem afetar a recuperação nas horas ou dias (<5 dias) que seguem o exercício de alta intensidade.

Como conclusão o autor define que a falta de dados de temperatura tecidual associada à ampla variedade de protocolos de exercício de esforço usados nos estudos, gerou um desacordo com relação a que tipos de exercícios podem se beneficiar de crioterapia e qual método de crioterapia pode ser o mais adequado.
Embora as mudanças nos sistemas cardiovascular, neuromuscular e endócrino sejam alterados por crioterapia, poucos estudos avaliaram estas respostas fisiológicas concomitante ao efeito de recuperação e seus efeitos funcionais, para que se possa comprovar se a crioterapia tem um efeito maior do que apenas um placebo ou subjetivo
melhoria na recuperação.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s