Origem e desenvolvimento das cãibras musculares

 

A cãibra é uma contração de um músculo súbita, involuntária e dolorosa. Essas contrações são associadas a disparos repetitivos de potenciais de ação de unidades motoras. Ela pode ocorrer em pacientes com desordem de neurônio motor inferior, neuropatias, doenças metabólicas, e depleção aguda do volume extracelular. Porém indivíduos saudáveis sem histórico de qualquer doença apresentam cãibra durante o sono, na gravidez e durante o exercício físico extenuante.

A desidratação muitas vezes é dada como explicação para cãibras musculares que ocorrem em trabalhadores e atletas, porém não é apoiada por evidência científica. Os principais fatores de risco para cãibra muscular associada ao exercício incluem histórico familiar de cãibras, ocorrência anterior de cãibras durante ou após o exercício, o aumento da intensidade e duração do exercício, e condicionamento inadequado para o atividade.

Às vezes a cãibra é confundida com espasmo ou contratura. As cãibras entram em todos esses requisitos:

  • são muito dolorosas (podem resultar em dor persistente e aumento dos níveis circulantes proteínas musculares);
  • apresentam um início explosivo e involuntário, e resolução espontânea e gradual  ou súbita rescisão com alongamento muscular;
  • apenas um músculo ou uma parte dele está envolvido;
  • elas estão associadas com ambas contrações modestos e contundentes, especialmente em músculos encurtados;
  • de preferência ocorrem em panturrilha e músculos do pé,seguidos dos isquiotibiais e quadríceps.

caibras

Origem…

A origem das cãibras é um assunto sempre discutido, apresentado por hipóteses. Uma hipótese é que as cãibras resultam da hiperexcitabilidade de neurônios motores (hipótese origem central ou espinhal). Outra é que resultam de descargas espontâneas dos nervos motores ou de excitação anormal dos ramos terminais de axônios motores (hipótese de origem periférico ou axonal).

Um estudo propôs a observação de que a susceptibilidade a cãibras aumenta após o exercício fatigante. Realizou-se uma contração muscular sustentada, que resultou em cãibras em 18% dos 115 indivíduos saudáveis antes de 20 a 30 min de exercício cansativo e em 26% depois. Outro experimento encontrou que cãibras musculares são mais comuns nos últimos estágios de uma corrida (isto é, após o desenvolvimento da fadiga muscular). O aparecimento de fadiga e cãibras tanto pode ser retardada pela suplementação de carboidratos e eletrólitos durante o exercício fatigante., sugerindo que um controle neuromuscular alterado durante a fadiga pode estar de forma subjacente a origem de
cãibras musculares associadas ao exercício.

A hiperexcitabilidade do neurônio motor resultante das entradas aferentes sinápticas é o
mecanismo comum plausível para todos diferentes tipos de cãibras, como cãibras que ocorrem durante máxima contração não fatigante, cãibras associadas ao exercícios fadigante, cãibras em doentes submetidos a hemodiálise, e cãibras que ocorrem em doenças neurológicas e metabólicas.

Várias questões ainda não estão resolvidas na fisiopatologia da cãibra e exigem mais investigação. Os fatores na propensão da cãibra ainda não são claros, assim como as
razões para a geração de dor durante a cãibras.

Artigo na íntegra, clique aqui.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s