Treinamento motor de pacientes com degeneração espino-cerebelar

O artigo de hoje tem o título:

Treinamento motor da doença degenerativa espino-cerebelar: melhoras específicas de ataxia por fisioterapia intensiva e vídeo-games

O artigo explica as funções do cerebelo e o que ocorre na lesão, a escassez de estudo sobre o tópico, e direções para novos estudos e tratamentos.

artigo

Funções do cerebelo

– Controle de vários tipos de comportamento motor, como os movimentos da fala, olho, movimentos dos membros e equilíbrio.

– Formação e aperfeiçoamento dos movimentos.

 

Quando ocorre lesão cerebelar ocorre aumento da variabilidade e pouca precisão de movimentos. O paciente caracteriza-se pela marcha atáxica, que corresponde a:

– Descoordenação entre cabeça, tronco e pernas;

– Predição de ajustes posturais danificado;

– Aumento da largura do passo;

– Pisada variável;

– Trajetórias irregulares pé;

– Elevado risco de queda.

 

Não há muitos medicamentos para degeneração, assim a fisioterapia pode ser uma ótima ferramenta para o tratamento da macha atáxica, uma vez que demonstrou ser benéfica em outras doenças neurodegenerativas, como a doença de Parkinson ou acidente vascular encefálico.

A ataxia degenerativa parecem ser o grupo mais difícil de ataxias para tratar. O treinamento motor não só é desafiado pelo fato que o cerebelo está crucialmente envolvido na adaptação e aprendizagem motora, mas também é desafiado pela natureza progressiva deste tipo de doença e, além disso, pelo fato de que praticamente todas as partes do cerebelo são afetadas (embora a degeneração é frequentemente mais proeminente na a linha mediana).

Além disso, a degeneração principalmente em ataxias degenerativas não se limitam ao cerebelo, mas frequentemente afetam vias espinocerebelares e colunas dorsais. Em contraste, ataxia após acidente vascular encefálico, neurocirurgia, ou trauma normalmente afeta apenas as regiões circunscritas do cerebelo, mas deixa intactas as outras regiões. Estas regiões podem compensar as peças defeituosas.

Somado a isso, em caso de lesões focais, os efeitos da plasticidade neural são mais eficazes, pois não há concorrência com o curso da neurodegeneração progressiva. Enquanto pacientes com lesões focais melhoraram claramente as funções motoras ao longo do tempo, os pacientes com degeneração lenta deterioram. Assim, em pacientes com doenças degenerativas progressivas, seria uma grande conquista a manutenção estável do estado atual da função motora o maior tempo possível ou se a progressão de incapacidade funcional fosse abrandada.

Na prática clínica, este problema é complicado pelo fato de que não só a base de evidências científicas para fisioterapia é escassa, mas também os conhecimentos específicos de ataxia entre os fisioterapeutas. Uma grande parte dos fisioterapeutas relata falta de conhecimentos específicos de ataxia e expressa a necessidade de educação e diretrizes baseadas em evidências.

Os estudos descritos no artigo  mostram evidências consideráveis que o treinamento motor de alta intensidade pode ser eficaz na ataxia degenerativa, com fisioterapia e vídeo-games interativos. As melhorias pode recuperar o processo de degeneração em 1 a 2 anos, readquirindo funções específicas de ataxia. A retenção dos efeitos do tratamento depende da continuidade do treinamento motor.

Os estudos ainda tem muitas limitações, que podem estimulas outras questões para novas pesquisas. Os grupos precisam ter amostras mais homogêneas. A variabilidade das ataxias degenerativas é grande, incluindo diferentes progressões de doenças e diferentes áreas afetadas dos sistemas neurais adicionais.

 

Artigo na íntegra:

Motor Training in Degenerative Spinocerebellar Disease: Ataxia-Specific Improvements by Intensive Physiotherapy and Exergames

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4022207/pdf/BMRI2014-583507.pdf

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s